Pitacos Fashion

Pitacos sobre moda, arte, cultura e muitas outras coisas. Welcome!

Subscribe to Pitacos Fashion Add to Technorati Favorites Add to Del.icio.us Favorites
dez 12
Não sei se todos que estão lendo sabem, mas minha mãe é manicure. A vida inteira eu ouço: ‘Nóóóóóssa, que unhas lindas você tem!!‘. Juro que a coisa do mauzoiádo funciona, pois, muitas das vezes, elas quebram em seguida. Da última vez, quebraram de 7 dedos. E minha mãe ainda é metida, porque faz questão de responder que ela fez e refez. Tá, não é porque é minha mãe, mas confesso que a bixa é boa mesmo! E lamento dizer a vocês que, apesar do marketing barato, ela está se aposentando…

Mas o assunto aqui é outro. Afinal, nada melhor (e higiênico) que uma pessoa com as unhas feitas, melhor ainda e mais bonito se estiverem bem feitas. Minha mãe mesmo tem praticamente TOC de olhar as mãos das pessoas. E repara meeeesmo se as unhas estão feitas ou não, se estão bem feitas, bem pitadas, como é o formato, se a pessoinha roe (écati! =/). E eu herdei um pouco disso dela, mas acabo reparando mais na cor do esmalte, mesmo. Então, vamos falar um pouco das cores?

Obviamente de acordo com o estilo e personalidade, a pessoa acaba tendo umas 3 cores que mais usa. Eu mesmo acabo variando entre o branquinho, vermelho e rosão. Mas, de vez em quando, me aventuro em algum lançamento, que logo perde a graça. Ainda bem que uma vez por semana a gente já troca de novo, né? Se bem que, além da conveniência me ajudar, confesso que sou viciada em fazer as unhas. Já cheguei a fazê-las 3 vezes na mesma semana! E detesto esmalte descascando! Neurótica, eu sei…

Eu ando lendo uns blogs por ai e vi algumas coisas sobre esmaltes muito legais. Umas cores escalafobéticas tipo azul metálico, laranja fluorescente, verde maçã, amarelo ovo, que só tendo mesmo muito estilo pra usar. A Vanessa Rozan, maquiadora super fashion, outro dia estava usando esse ai, Ocean Love Potion, da Sephora by OPI:

Eu acho estranho, pra mim. Mas acho super estiloso pra quem tem (o que eu chamo de) coragem!! Praticando a mania do momento, ou seja, twittando, li isso aqui: “‘Quero azul Twitter!’ De uma garota à manicure em Ipanema, sobre a cor de esmalte que desejava. (O Globo/Gente Boa/JFS – via @melhoresfrases)”. Bárbaro, não?!

Num outro blog consegui ver alguns lançamentos de verão da Colorama, cores fortérrimas. Chamam de cores quentes. Eu só consigo ver cores gritantes, nada a ver com temperatura! Mas usaria sim, na boa. Vê se não dá vontade?

Agora, coisas que acho totalmente out… Unhas artísticas, pra mim, são extremamente bregas!! Nada de oncinhas, zebrinhas, borboletinhas, florzinhas… Pára, né!! O único desses ‘inhas’ que se salva é a francesinha, e só porque fica bem natural. Caso contrário, só se você ainda tiver uns 10 anos de idade, vamos combinar…

E, pra variar um pouco, não vou deixar de falar dos nossos amiguinhos rapazes. Homens, por favor, cortem suas unhas regularmente! Segredo: mulheres não gostam de homens com unhas compridas, nem pintadas de branquinho Renda, como já vi por ai… E preto só vai ficar bacana se você for emo. Sério, tome cuidado para não ficar horrível! Se quiser, passe só incolor, é a melhor opção para homens, fica mais natural. Algumas marcas tem linhas específicas para este público. Como já disse por aqui, homem tem direito a se cuidar e a ter vaidade também, sim! Nada de preconceitos com homens que vão à manicure, muito pelo contrário! Mas tudo tem limite, né!

Pronto, aproveite que é sábado, agende com a manicure de sua preferência, as garotas podem soltar a criatividade e escolher a cor que mais tem a ver com seu humor e estilo e… Bora a-rrasar!!

Escrito por Dani Argibay em 12 dezembro, 2009 | Tags: , , ,

nov 14

Este é Oscar Wilde, o cara que rompeu um paradigma ao encarar a câmera, enquanto todos faziam poses formais para fotos.

Essa semana teve a VI Semana de Moda e Cultura, na Livraria Cultura e eu, que não moro, me escondo, além de ser peona, consegui ir à uma única palestra. Mas te falar, viu… Valeu a pena mastermente!!! O tema era ‘O Homem Contemporâneo e a Moda‘, e o palestrante, só Mario Queiroz, tá bom pra você? Tá, talvez você que está lendo seja leigo no assunto (como eu, ainda? Oi!) e não saiba de quem eu estou falando, exatamente. Ele é um super designer de moda masculina. Diferente de muitos que a gente vê por ai, que mal pode ver uma lamparina que já pensa que é um holofote e sai correndo feito rastro de purpurina…


Bom, vamos ao que interessa. É engraçado como estamos condicionados a pensar em moda e fazer link ao feminino. Tanto que, em seu discurso, Mario contou que, no lançamento de seu livro ‘O Herói Desmascarado‘* no Rio, um menino de 12 anos foi pedir autógrafo para ele, que desconfiou e perguntou para quem era o livro. Surpreendentemente, o garotinho respondeu que era para ele mesmo, pois ele gostava de moda, viu sobre o lançamento do livro no jornal e pediu para a mãe levá-lo lá. Mais surpreendente foi o ‘ooooooooooooooh!’ que se espalhou pelo auditório. Perceba-se que era um evento direcionado à moda e que as pessoas que estavam lá, muito provavelmente, eram interessadas no assunto. E olha o ‘preconceito’, assim dizer.

Para quê rotular? Por que homem que se interessa por moda tem que parecer gay? Ah, não necessariamente, pode ser metrossexual. Soa melhor? Blééééh! pra você. Se nós mocinhas temos à nosso favor a maquilagem, os vestidos leves e soltos, o salto alto para ficarmos mais chics e muitos outros acessórios, por que nossos amiguinhos mocinhos só podem usar o famigerado terno e gravata para parecerem elegantes? O que fazer, então, com a linha entre pertencer e distinguir? Homem também tem estilo, também tem personalidade e também merece ser contemplado em relação a sua vaidade, seu conforto e seus desejos de se sentir lindo. E sem rótulos, por favor! Ou vai me dizer que você nunca esticou o pescocinho pra sentir um pouco mais aquele perfume mááravilhoso que um bonitão que passou por você estava usando? Dú-vi-do!

Mario disse que uma de suas palavras preferidas é ‘ruptura’. Tipo assim, por que menino é azul e menina é rosa? E fica ai a sugestão desta leitura. Afinal, já vi vááários gatenhos de camisa rosa e ó… Abafa!


Para quem quiser conhecer melhor o trabalho do Mario Queiroz: www.marioqueiroz.com.br.

* Esse livro parece valer super a leitura. E fica a dica que aceito fácil como presente de aniversário, tá? Hihinhoihihinhoi!

P.S.: Quero agradecer aos meus chefes pela super compreensão e a força que estão me dando! Obrigada, Bens!

Escrito por Dani Argibay em 14 novembro, 2009 | Tags: , ,