Pitacos Fashion

Pitacos sobre moda, arte, cultura e muitas outras coisas. Welcome!

Subscribe to Pitacos Fashion Add to Technorati Favorites Add to Del.icio.us Favorites
ago 02

Alguma vez na vida você já teve este pensamento: “Aiii! Estou tão sem roupa :(”.

 É incrível que, mesmo sempre comprando, a sensação de estar sem roupa nos acompanha, sendo que, na verdade, o que precisamos, muitas vezes, não é comprar, e sim explorar melhor nosso guarda-roupa.

Convidei uma amiga e propus um desafio a ela. Escolhemos uma peça de seu guarda-roupa (um macacão preto saruel) e, trocando apenas os acessórios, montei 3 looks com propostas bem distintas.

O primeiro teve como proposta ser mais elegante. Agregamos peças mais clássicas e uma referência da tendência atual - animal print. Na segunda produção trabalhei a tendência color blocking (adaptada) com colete e sapatos coloridos e finalizei com a escolha de peças mais esporte. A cintura marcada do terceiro look, que ficou super feminino, foi complementada com a única compra realizada: a sandália da Karmélia. Descobri esta loja e simplesmente amei. Além do que, os preços são super amigos!

Dá uma olhadinha nas fotos abaixo e vê o que você acha.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

*clique nas fotos para ampliar

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

*clique nas fotos para ampliar

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

*clique nas fotos para ampliar

 

 

Dá ou não para mudar a imagem trocando apenas os acessórios e gastando pouco?

Bjos,

Lili.

Fotos: JR Duran Lilian de Deus

Modelo Amiga: Érica Campos

Escrito por Lili de Deus em 2 agosto, 2011 | Tags: ,

jun 28

E então chegou meu tão querido inverno! Pelo menos aqui em São Paulo tá fazendo um frio de quase dar inveja à Europa… Rá! E aí, TODAS USA casacos, cachecóis, botas… Botas!

É engraçado como a gente vê a moda na TV e nas revistas e já sai imitando. E isso não é errado, é até bom ter referências. Mas o melhor mesmo é se conhecer. Teoricamente, nem todo mundo pode usar botas à mostra. Quem tem muito quadril ou é baixinha, por exemplo. Eu me encaixo no primeiro caso e confesso que não fico feliz… O ideal é encontrar soluções de equilíbrio. Até porque nossa proposta de pitacar aqui é te dar exemplos práticos e nem todo mundo consegue ou tem tempo de ficar se analisando e procurando defeitos. Ou não consegue reconhecer, mesmo. Um fato engraçado no curso de Consultoria era que todo mundo adorava aquilo que, teoricamente, não favorecia sua imagem! Ou seja, fiquem tranquilas porque estamos aqui pra te dar as dicas práticas! Vamos lá!

¿ Primeiro de tudo, procure usar botas do mesmo tom da calça, saia ou shorts para dar a sensação de alongar a silhueta e não chamar tanto a atenção para quadris, nem te deixar (mais) baixinha e nem causar confusão no seu look. Dê aquela passadinha básica em frente ao espelho e se analise antes de sair de casa. Lembre-se de equilibrar a silhueta, ou seja, se achar que está muito, veja se algum adorno na parte superior funciona (pachiminas e lenços são uma boa opção!)

¿ Sempre que usar botas por fora da calça, que estas sejam skinnys, leggings ou montaria, que são modelagens mais justinhas. Neste caso, ficam mais elegantes modelos de botas sem salto. Outros modelos de calça para essa situação, além de ficarem afofanhadas e feias, seus excessos empolam nas canelas e incomodam. Ou seja, é uma questão de conforto, acima de tudo. Para complementar o look, use com blusas ou casacos mais compridinhos, cobrindo o quadril e não parecer super vulgar.

¿ Quando usar botas com saias curtas ou shorts, brinque com meias! Além de te deixar mais quentinha, se forem da mesma cor da bota, darão o mesmo efeito de alongar. Eu acho que paras essas opções, ficam mais legais as ankle boots, com ou sem salto.

¿ Super está usando saia longa! E fica legal com todos os modelos de bota, com ou sem salto. Até para as baixinhas, se a saia praticamente cobrir as botas! (mostre-as quando sentar-se!)

¿ Se gosta de botas de cano longo, a dica é que quanto mais próximo dos joelhos o cano chegar, melhor! Mas prefira usar esse modelo com calças para não parecer uma paquita, por favor!

Ontem, o Site Chic também publicou algumas dicas sobre botas, focando nos modelos mais emin/em da temporada, clica lá! E se ainda tiverem dúvidas, nos escrevam! Queremos ouvir seus pitacos e pitacar de volta!

 

* O título do post é o mesmo da música da Nancy Sinatra. É muito legal, super vale o click! ;-)

Nancy Sinatra – These Boots Are Made For Walkin’

Dani Argibay

Escrito por Dani Argibay em 28 junho, 2011 | Tags: , , ,

mai 16

Desde adolescente tenho bastante busto (antes da moda do silicone!) e sempre me incomodei porque é muito chato o desvio de atenção para esta área quando queremos falar algo importante, ou ser levada a sério…

Com o tempo fui aprendendo uns truques sutis, pra disfarçar valorizando o que já tinha, afinal não a nada de errado uma garota explorar seus dotes naturais, com tanto que não pareça vulgar!!!

Sei que algumas meninas podem pensar “Ah, está reclamando de barriga cheia!”  mas realmente para se vestir no dia-dia pra quem tem bastante busto, o limite entre o elegante e o sexy demais é uma linha tênue…

A primeira coisa que devemos pensar é a sustentação e por isso usar um sutiã correto é essencial para controlar e acomodar a parte de cima do corpo!

Prefira sutiã com alças largas, bojo reforçado e tiras mais largas nas costas… E não se engane ao usar um sutiã de um número menor achando que disfarça… Pode ter certeza, o peito VAI pra algum lugar!

A segunda parte é acertar no decote. O mais conhecido e eficaz é o em “V”, que quebra o volume do colo e diminui visualmente o busto. Mas precisamos tomar um certo cuidado. Ele tem que ser proporcional e não muito profundo… Se não com certeza você vai mostrar mais do que o decote… rsrsrsrsrs

Outra opção é deixar o colo sempre a mostra com camisetas um pouco mais decotadas… O decote amplo divide o colo e evita que os seios pareçam um prolongamento do queixo. Evite gola alta que deforma o busto!

Também ajuda cores mais escuras na parte de cima, ombros no lugar, linhas verticais para afinar, tecidos mais fluidos e menos justos, estampas pequenas ao contrário de grandes…

Muitas mulheres famosas conseguem com super elegância e simplicidade valorizar seus seios sem chamar atenção demais…

Uma das mais conhecidas no quesito peito é a Sofia Loren, que sabe ressaltar suas qualidades na medida certa, a chef britânica Nigella sempre acerta nos decotes em seu programa de televisão, a atriz Scarlett Johansson sabe usar sua sensualidade sem apelar e Gisele Bunchen que é conhecida internacionalmente por suas curvas e bustos fartos…

Por isso o truque é se conhecer!! É ver o que funciona e o que não!! E ser realista em relação ao seu corpo! Pra quem tem seios volumosos optar pela sutileza e em alguns casos discrição…

Espero ter ajudado as mulheres de peito por aí!! Até a próxima!

beijinhos

Giovana

 

Escrito por Gi Menni em 16 maio, 2011 | Tags:

abr 26

Quando resolvi tirar meu ano sabático em São Paulo, eu tinha apenas uma coisa em mente. Queria mergulhar, entender, conhecer, estudar este fascinante mundo da MODA. Eu sabia que não queria me aprofundar na área de estilismo porque, afinal, tenho bom-senso e não sei desenhar nem casinha, quem dirá desenvolver uma coleção inteira! A questão é que eu me sentia um pouquinho perdida porque só saber que gostava de moda não era o suficiente! Precisava saber por onde começaria, que cursos faria.

Aqui em Brasília temos um lifestyle, digamos assim, um pouco diferenciado. A cidade respira política, os cursos de Direito têm suas salas lotadas e a busca por uma vaga no serviço público é o desejo de 8 entre 10 brasilienses (estatística minha, tá? hahaha). Por conta desta rotina “levemente burocrática”, Brasília tem uma moda bem peculiar. Considerando que a rota principal da maioria dos Brasilienses consiste em Ministérios, Tribunais e Congresso Nacional, as mulheres estão sempre formalmente vestidas com suas camisas, calças de alfaiataria, saias lápis um pouco acima do joelho e scarpins. E como é que eu, uma típica brasiliense, que também formou-se em direito e tornou-se servidora pública, foi se interessar por moda?

Haaaaaaaaaaaa, essa resposta eu também não encontrei. Fui buscar as mais remotas memórias desde a minha infância e o que me lembrei foi que sempre gostei de ficar observando minha mãe se arrumar para ir trabalhar, me preocupava com as roupitchas que usaria nas festinhas da escola, além de adorarpitacar nas produções das minhas friends.

E como finalmente decidi que cursaria Consultoria de Imagem? Então, quando cheguei em São Paulo, já tinha feito uma pesquisa sobre algumas boas escolas que ofereciam cursos livres na área de moda, e o SENAC foi minha primeira parada (o blog Oficina de Estilo teve grande importância nessa pesquisa). Quando li o cronograma do curso de Consultoria, tive a certeza de que era por ali que começaria. E hoje posso dizer que acertei em cheio. Consigo me lembrar do primeiro dia de aula.

Pela primeira vez eu estava com pessoas que tinham exatamente os mesmos interesses e curiosidades que as minhas! Naquele dia, a minha sensação era de realização plena. E a Gi e a Dani compartilham comigo, aqui no Pitacos, todo o prazer que tenho em dividir tudo o que aprendi, aprendo e aprenderei nesta minha grande paixão que se tornou a Consultoria de Imagem!


 

Beijos,
Lili

 

Escrito por Lili de Deus em 26 abril, 2011 | Tags: , ,

abr 17

Pronto, chegamos!

Agora sim o Pitacos Fashion começa sua nova fase. Mais consistente e com mais gente para dar pitacos à vontade aqui!

Pois é, pra quem andou lendo, sabe que muitas coisas aconteceram. Eu, Danielle, que comecei essa loucura de blog, andei por aí e conheci muita gente interessante. Lá no curso de Consultoria de Imagem, conheci pessoas lindas, mas algumas que só poderiam mesmo ter formado um tal Quarteto Fashion Fantástico. Eu, Gi, Lili e o Fê. Não tive dúvidas que seria incrível se eles pudessem vir compartilhar Pitacos com a gente!

E agora, a Giovana e a Lilian estão comigo aqui para trocarmos muito mais ideias. Vejam aqui quem somos devidamente. O Felipe não é muito ligado às tecnologias, muuuito de vez em quando lembra de nos mandar um e-mail pra saber as novidades, mas duvido que ele leia nossas respostas! kkkkk De qualquer forma, ele estará presente aqui, em tudo o que falarmos e lembrarmos nessa trajetória que estamos traçando. Afinal ela só começou porque nós, que morávamos longe, chegávamos mais cedo e nos encontrávamos na biblioteca do Senac. Foi aí que começou esse troca-troca de pitacos.

Lembro que eu havia faltado na segunda aula por causa de uma chuva de verão, daquelas que fazem aqueles estragos bem conhecidos dos paulistas, e quando cheguei na outra aula, lá estava o Fê na biblioteca. Perguntei como havia sido a aula e que não estava entendendo o que tinha sido passado. Era um desenho, e, só pra lembrar, tenho duas mãos esquerdas para desenhos… Do outro lado da mesa estava a Lili, ouvindo seu iPod e lendo uma revista. Ela se encontrava com a Gi no caminho para o ponto de ônibus nas ruas desertas da Lapa. Depois a Gi, com muito esforço, fugia da loucura da produção do teatro que estava trabalhando, chegava mais cedo e lá nós tricotávamos, sonhávamos e ríamos. Muito! E nasceu e cresceu uma amizade. A distância tem sido nossa inimiga, mas a gente tem Twitter, Facebook e agora o Pitacos (que também tem Twitter!). Queremos estar cada vez mais unidas! Vocês também podem nos seguir, ali do ladinho tem nossos links! Prometemos ser bem legais, tá?! =D

Bom, sejam bem vindos a essa nova fase! Esperamos poder ajudá-los com dicas de moda, arte, cultura, lazer, etc. Fiquem à vontade em perguntar, mas principalmente, em dar pitacos!

 

(P.S.: Queremos deixar aqui registrado nosso agradecimento ao Maicol, que preparou essa nova casa e a deixou linda assim! ‘Brigada, amigo! )

Escrito por Dani Argibay em 17 abril, 2011 | Tags: , , ,

dez 02

Sobre a extensa ausência, eu nem vou falar nada! E menos ainda se escreverei com pontualidade. O que importa é agora!

Então. Vira e mexe a gente ouve algum engraçadinho dizer que tudo igual é um caminhão cheio de japonês, não é? Pois eu não acho. Nem irmãos gêmeos conseguem ser exatamente iguais, fato. E aí, o povo acha que personal stylist é o cara que sabe tudo de moda, seja pra te ajudar a se vestir, seja pra fazer um editorial ou seja simplesmente pra falar abobrinhas e todo mundo achar que ele é super fashionista. Não. Deixe-me explicar:

O consultor de imagem é aquele que trabalha a imagem a favor do cliente, de acordo com suas necessidades. Não segue tendências de moda, mas sim o equilíbrio da imagem que o cliente tem com a que ele quer passar, agregando características físicas (biótipo, cores, formato de rosto, etc.), pessoais (estilo) e até psicológicas. Ele é capaz de fazer personal shopper, personal wardrobe e alguns outros serviços relacionados.

Já o personal stylist é o profissional que leva a moda a seus clientes. Esse profissional sabe TU-DO o que tá rolando no cenário mais que atual da moda. Tipo assim, a modelo saiu da passarela para o backstage, ele já tá usando e levando para os clientes. Ele ajuda o cliente a usar a tendência de  moda a seu favor, lembrando o trabalho do consultor de imagem.

E o consultor de moda é aquele que faz os editorias de moda, seja na revista, na TV, na internet. Esse profissional conhece muito de tendências nacionais e internacionais, mas costuma trabalhar com meios de comunicação de moda.

Muitos consultores de imagem são personal stylist e isso é possível. Assim como é possível, sim, um profissional oferecer esses três serviços e mais alguns tantos. Porém, são sim serviços diferentes! Tanto que dizem por aí que a Dilma, a adorável presidente eleita (NOT) tinha um personal stylist e várias piadinhas que ela seria a Mônica, aquela dos quadrinhos do Maurício de Souza. Porém ela teve muitas mudanças, inclusive de comportamento, admito. Política não se discute e nem é esse meu objetivo aqui, embora eu esteja muito insatisfeita com a escolha do nosso país. Whatever! Acredito que tenha sido um trabalho árduo para este profissional e admiro o resultado que ele alcançou, se bem que foi mais um trabalho de marketing que de moda. Por outro lado, a consultoria de imagem é bem um trabalho de marketing pessoal, mesmo. Por isso que eu aposto que aquela história que ela tinha parceria com o Alexandre Herchcovitch era pura balela, joguinho pra angariar votos de uma classe social com conhecimentos mais evoluídos. Mas, espero que vocês tenham entendido o que eu quis dizer com o função exercida pelo profissional de imagem que a trabalhou. Era isso!

Escrito por Dani Argibay em 2 dezembro, 2010 | Tags: , , , ,